1823

Prefeitura Municipal de Planaltino

Pular para o conteúdo

Novos Conselheiros Municipais tomam posse

Fonte: Ascom Planaltino
11/01/2020 às 10h32

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Novos Conselheiros Municipais tomam posse

O prefeito de Planaltino, Zeca Braga, participou do ato de posse aos novos conselheiros tutelares do município nesta sexta-feira (10), na sede da Secretaria de Assistência Social, quando o CMDCA oficializou os novos conselheiros para o novo mantado. O novo grupo foi eleito por meio de voto popular, durante eleições realizadas em 06 de outubro de 2019.

Conduzida pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), com o apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social, a cerimônia da posse foi aberta a população e convidados, que puderam prestigiar este momento de apresentação dos novos conselheiros tutelares, titulares e suplentes, à comunidade. Além do prefeito e membros do CMDCA, prestigiaram a posse secretários municipais e equipe de governo. A Secretária de Assistência Social, Iara Velame, destacou o papel dos conselheiros na proteção dos direitos da criança e do adolescente, destacando parcerias que são firmadas com a assistência social para atender à comunidade.

O prefeito Zeca Braga destacou ser importante a atuação do CMDCA em Planaltino e desejou aos novos conselheiros foco e muita luta, esperando haver uma boa parceria respeitando a autonomia do Conselho. “É importante entender qual é o real papel do conselheiro na sociedade porque envolve uma série de ações, principalmente na atuação em defesa da criança e do adolescente. Esse é um trabalho que vai exigir dedicação de vocês. Tenho certeza que o novo Conselho Tutelar desempenhará um bom trabalho em parceria com os bem representados poder judiciário, secretarias municipais, polícias Civil e Militar”, disse o prefeito.

O conselheiro tutelar é um agente público, cujo papel é garantir os direitos e deveres relativos às crianças e adolescentes de Planaltino, para que sejam preservados e pautados de acordo com o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA) e legislações correlatas. O mandato de quatro anos ocorrerá de 10 de janeiro de 2020 a 10 de janeiro de 2024.